Lançamento de Flores

Expoflora trás as novidades que ajudam a manter o crescimento da floricultura em 2016

O investimento em tecnologias e em novas variedades de flores e plantas ornamentais ajuda a movimentar o mercado nacional. Mesmo em época de crise, o crescimento previsto para este ano é estimado entre 6% e 8%, em relação a 2015. O faturamento do setor é estimado em R$ 6.65 bilhões.

Rosas que trazem um botão e de dois a quatro brotos na mesma haste; rosa spray na cor verde clara; petúnias com detalhes em formato de coração; violetas dobradas, crisântemo branco com flores quase duas vezes maiores do que as convencionais; coloridas folhagens (heuchera), o kalanchoe de corte sweet pink (aposta para o Outurbo Rosa) e pelo menos três variedades de orquídeas, entre elas a Frozen, estão entre as novidades e lançamentos de 2016 que a Expoflora apresenta ao público a partir da próxima sexta-feira, 26 de agosto, em Holambra, a 140 km da capital paulista.

Considerada o fashion week das flores, a Expoflora será realizada até 25 de setembro, de sexta-feira a domingo, e nos dias 7 e 8 de setembro (feriado da Independência do Brasil), sempre das 9h às 19h. Estão sendo esperados cerca de 300 mil visitantes. O evento tem o patrocínio da Ypê, Coca-Cola, Crystal, Amstel e Ultragaz e apoio da Prefeitura Municipal da Estância Turística de Holambra e Banco do Brasil.

A Expoflora é a maior exposição de flores e plantas ornamentais da América Latina, realizada para dar as boas-vindas à primavera. O evento não se caracteriza como feira, pois o seu objetivo não é vender, mas, sim, mostrar ao público as flores e plantas ornamentais cultivadas por mais de 400 produtores que atuam em Holambra, cujo nome é a junção das palavras Holanda, América e Brasil.

A cidade, uma antiga colônia holandesa, apesar de contar com pouco mais de 11 mil habitantes, é o maior centro de cultivo e comercializador de flores e plantas ornamentais do país. Holambra responde por cerca de 40% das vendas do setor. Os produtores aproveitam a exposição para lançar novas variedades de flores e plantas, ditar tendências no paisagismo e decoração e para avaliar a sua aceitação pelo consumidor.

Novidades e lançamentos em Flores

Violetas dobradas (Veiling)
Produtores -Geraldo Barendse, Green Word e RM World
Sítio kiflor Holambra

A tradicional violeta ganha nova versão que traz flores em forma de roseta com pétalas duplicadas (dobradas) para reconquistar o mercado. Chega nas cores rosa e violeta e mescladas com branco. A nova variedade, cultivada por três produtores de Holambra, vai muito bem em vasos e floreiras ou em jardins, formando belas composições paisagísticas. As delicadas florzinhas também caíram no gosto dos decoradores e já integram pequenos arranjos. São duráveis, mas sensíveis quanto ao manuseio. A violeta é uma planta muito popular em todo o Brasil, tendo passado por um longo período de melhoramento genético e hibridações que gerou em torno de 18 espécies e 6 mil variedades.

A variedade dobrada foi trazida da Holanda e, após o lançamento no Enflor e na Expoflora, chega gradativamente ao comércio varejista. Inicialmente estão sendo produzidas com flores nas A violeta é de fácil cultivo em vasos pequenos, apropriadas para ambientes fechados e exige regas regulares.

Curiosidade: Violeta Saintpaulia é um género botânico e recebeu este nome em referência ao barão Walter von Saint Paul Illaire, um comissário de distrito da província Tanga, Tanganica (atualmente Tanzânia), que a descobriu em 1892 e enviou sementes para seu pai, um botânico amador na Alemanha.

Heuchera
Produtor: Jean Ferreira – Flora Beijo & Conny Maria de Wit (em teste)
Propagação de mudas: SBW do Brasil

Embora ofereçam flores, o destaque fica para as suas folhagens. Trata-se de uma planta perene e própria para jardins, muito resistente a vários tipos de doenças e, também, às variações do clima. Está sendo produzida no Brasil nas cores roxa e salmão entre outras, oferecendo inclusive folhas de tons quase negros. A planta ainda está sendo testada no Brasil e a sua comercialização depende dos testes de aceitação pelo público realizado durante a Expoflora. A previsão é que chegue ao mercado apenas em 2017. A heuchera é originária da América do Norte, porém já é comum encontrá-la na Europa. As variedades nativas já foram utilizadas pelos antigos para tratamento de doenças.

Crisântemos Virgínia (Veiling)
Produtor: Marita Maritha Domhof
Rancho Raízes – Holambra

O crisântemo de vaso da variedade Virgínia é muito maior, mais vigoroso e mais branco. O diâmetro da flor mede em torno de 15 cm, quase o dobro dos convencionais (cerca de 8 a 9 cm). O vaso em cerâmica ajuda a evitar o tombamento da planta e a perda da humidade e a garantir a manutenção da temperatura, aumentando a durabilidade e o vigor da planta. Em corte dura cerda de duas semanas e, em vaso, quatro. Chega ao mercado em setembro de 2016 com foco no mercado de decoração.

Curiosidade: os crisântemos são originários da antiga Turquia. Levado para a Europa tem sido desenvolvido com novos cruzamentos e melhorado em laboratório para ser usado em grandes decorações.

Calibrachoas (mini petúnias) e Petúnias Cascadia e Ray (Veiling e Coperplanta)
Produtores: Alex Segeren e Conny Maria de Wit
Propagação de mudas: SBW do Brasil

As Calibrachoas podem ser consideradas as primas das petúnias, só que com flores bem pequenas (mini petúnias). Tanto elas como as duas linhas de petúnias (Cascadia™ e Ray™) desenvolvidas pelo breeder (melhorista) israelense Danziger caracterizam-se pela abundância de flores, cores fortes e vibrantes, tolerância superior ao calor e maior resistência às doenças.

Entre as novas variedades destaque para a Bicolor Amor (Cascadia bicolor cabernet), batizada no Brasil com esse nome porque o detalhe vermelho da pétala tem a forma de coração.

Todas elas têm um excelente desempenho em jardins. As plantas apresentam abundancia em flores, se comparadas às demais petúnias, com diâmetro médio em torno de 3 a 4 cm (as mini) e entre 8 a 9 cm (Cascadia™ e Ray™). A coleção completa da versão mini, a nível internacional, reúne 32 variedades distintas, ricas em cores e formatos. No Brasil, por meio da SBW, 9 cores de mini petúnias estão sendo lançadas na Expoflora para o mercado Brasileiro: Purpura (Noa™ Ultra Purple), Seda lilás (Noa™ Blue Legend), Vermelho intenso (Noa™ Dark Red). Pink (Noa™ Dark Pink Carnival), Super magenta (Noa™ Mega Magenta), Papaya (Noa™ Papaya), Vinho tinto (Noa™ Red Wine), Amarela (Noa™ Yellow) e Branca, (Noa™ White). Novas variedades serão lançadas em 2017.

Já as petúnias Cascadia™ e Ray™, além das qualidade citadas, adequam-se a habitats compactos e jardins suspensos, apresentando alta performance em termos de formação de plantas vigorosas. As cores disponíveis em 2016 são: Bicolor amor (Cascadia bicolor cabernet), que tem o vermelho da pétala tem a forma de coração; Bbranca (Cascadia white), Vermelha (Cascadia deep red), Uva (Cascadia grape), Branca rendada (White ray) e Vermelho rendado (Red ray, Raio de sol (Sunshine Ray), Estrela púrpura (Purple vein ray) e Púrpura (Purple ray). As petúnias e calibrachoas são originarias da América do Sul.

Rosas Charm e Norma Jeane (Cooperflora)
Produtor: Grupo Reijers
Fazendas Dallas e Vega em Andradas – MG

E na unidade do Ceará

A Rosa Charm apresenta, em uma única haste, um botão padrão de rosa e de 2 a 4 brotos (similar a rosa spray). Ela chega nas variedades Rosa Charm Avalanche (branca) e Rosa Charm Peach Avalanche (chá). Essa composição – com mais de uma flor por haste – garante um volume maior, ideal para arranjos florais ou buquês, já que se utiliza uma menor quantidade de hastes. A apresentação em vaso também fica muito bonita.

Já a Rosa Norma Jeane, produzida no Ceará, destaca-se pelo intenso perfume, além da beleza e tamanho do botão. Atualmente existem poucas variedades perfumadas de flor de corte disponíveis no mercado

Rosa Pink Martini (Veiling)
Produtor Adriano van Rooyen

Trata-se de uma rosa de corte delicada, de tom róseo, botões firmes e grande abertura. Suas hastes são longas e, praticamente, sem espinhos. Outra característica a ser destacada é a sua longevidade. Se cuidada adequadamente, chega a durar até 12 dias em vaso com água.

Rosa spray Luviana (Veiling)
Produtor: André Najn Strapett
Sitio Verde Vivo – Holambra

Recém-chegada ao mercado (junho de 2016), essa rosa spray apresenta uma inusitada cor verde clara e cachos grandes com mais de 15 botões por haste. Tem alta durabilidade pós-colheita. Ela está sendo produzida em Holambra, na quantidade de 1.400 hastes por mês. O foco dessa flor é o mercado de decoração já que os cachos volumosos garantem beleza e economia nos arranjos e buquês. A variedade foi desenvolvida pelo breeder holandês Interplant.

Orquídea Frozen (Veiling)
Produtor: Terra Viva

A Orquídea Frozen chama a atenção pela sua coloração artificial diferenciada, pensada para cenografias de festas e eventos. A flor apresenta uma coloração variada em nuances de azul decrescente nas bordas das pétalas com a preservação dos veios em rosa, originários da flor. Trata-se de uma phalaenopsis branca, tingida por processos de infusão. Uma nova haste ou florada resgatará a cor original da planta. Sua resistência e durabilidade seguem os mesmos padrões de qualidade das outras phalaenopsis.

Orquídea Rhynchostylis (Veiling)
Produtores: Gino Shinkawa e Manati Flores

De fácil cultivo e com grande quantidade de flores, é uma das espécies mais cobiçadas pelos colecionadores e por decoradores que desejam ter um diferencial em seus arranjos. Suas flores tem um agradável e delicado perfume. A inflorescência acontece nos meses mais frios e dura, aproximadamente, 15 dias.

Orquídea Catatante Sun Spot (Veiling)
Produtor: Gino Shinkawa

Suas delicadas flores tem uma cor acentuada do laranja e suas hastes chegam a atingir cerca de 30 cm de altura, formando um triângulo que lembram um pinheiro de Natal. É uma planta de fácil cultivo e crescimento moderado que pode ser cultivada em vasos de barro ou cachepós de madeira. Suas flores, contudo, não devem ser sacudidas, pois, se a capinha de seu pólen cair, em menos de 3 dias ela murcha. Se bem cuidadas, sua floração chega a durar mais de 30 dias. Essa variedade é originária do Havaí.

Flor de Lótus (Cooperflora)
Produtor: Terra Flor (Espírito Santo)

A Flor de lótus, até então importada, agora tem produção no Brasil (no Espírito Santo). De origem asiática, é uma espécie de flor aquática com muitos significados para países do oriente. Suas raízes estão fundamentadas em meio à lama e ao lodo de lagos e lagoas de água doce. Chega para ser vendida como flor de corte para decoração.

Curiosidade: à noite as pétalas da flor de lótus se fecham e, quando em produção, a flor mergulha debaixo d’agua. Antes do amanhecer, levanta-se novamente até ressurgir à superfície, onde abre as suas pétalas. Mesmo com as flores em vaso, esse movimento pode ser observado. Ao escurecer as pétalas se fecham, e se abrem novamente pela manhã.

Antúrio Maravilha – (Veiling)
Produtor Johannes H. I. Ruiter
LisaFlora – Holambra

O Antúrio chega com uma cor bem exótica e na versão corte, bem ao gosto do mercado brasileiro. A nova variedade foi desenvolvida pela empresa holandesa de melhoramento genético Anthura. Trata-se de uma flor de alta durabilidade, pois se conservam por mais de 20 dias mantendo a mesma vivacidade das flores. Por isso é muito utilizada para decorar casas e eventos.

Curiosidade: Seu nome deriva do grego Anthos, que significa flor, e Andreanum, uma homenagem ao paisagista francês Édouard André, que a descobriu na Colômbia em 1876. É uma das plantas listadas pela Nasa, no Nasa Clean Air Study, como removedor efetivo de poluentes do ar (amônia, xylene, toluene).

Sweet Pink- kalanchoe de corte (Veiling)
Grupo Swart – Holambra

A variedade Swit Pink do kalanchoe de corte é uma aposta para o Outubro Rosa. As pequeninas e delicadas flores têm entre cinco e seis camadas de pétalas e abrem-se de maneira simétrica, como que intercaladas, com bordas semipontiagudas, como que estilizadas em coração. Sua haste pode chegar a até 50 cm. Essa variedade foi desenvolvida pela empresa de melhoramento genético Knud Jepsen, da Dinamarca. Seu maior diferencial é a resistência ao hormônio do envelhecimento (etileno), o que faz com que dure de quatro a cinco semanas em um vaso com água, apenas. Na versão corte, os kalanchoes podem ser usados na forma de buquês ou em arranjos florais, compondo ou não com outras flores. Na composição com as rosas, resultam em arranjos encantadores.

Para a decoração
VitaWall (mudas de plantas cultivadas in vitro)

Muito decorativas, são apropriadas para quem não tem tempo para cuidá-las. Trata-se de um objeto de decoração que alia o sistema de multiplicação de plantas a um design super atual. Na prática, o sistema é semelhante ao de um terrário, só que o processo é feito em laboratório. Assim as mudas plantadas no gel de agar-agar (composição a base algas) se desenvolvem num ambiente fechado, sem a necessidade de água e de exposição ao Sol.

Orquídea Baby (Veiling)
Produtor: Terra Viva

A Orquídea Baby é uma planta de tamanho mais compacto e chega em uma diversidade de cores para todos os gostos. São apresentadas em um vaso magnético, de cores contemporâneas (verde, rosa ou azul), que podem ser grudados em qualquer superfície metálica. Pensada para ser uma decoração criativa ou um presente original.

Bromélia – Tillantsia Cyanea Summer

O curioso é que esta bromélia surgiu de uma variação genética natural e foi produzida no Brasil, no sitio da Vivarium em Campinas. O resultado agradou tanto que o produtor decidiu propagá-la. A variedade traz a raquete rosa com inflorescência roxa. A planta é altamente durável, com floração que dura de 2 a 3 meses.

Curiosidade: cerca de 75% de todas as espécies de bromélias são de origem brasileira. Porém a Vivarium é a única empresa no Brasil que trabalha com todos os principais gêneros (Aechmea, Vriesia, Tillantsia, Guzmania e Neoregelia) em escala comercial e genética própria. Há mais de 20 anos produzindo e desenvolvendo bromélias, a Vivarium tem o prazer de apresentar ao mercado a Tillantsia Cyanea Summer . Floração contínua, disponibilidade da planta ao longo do ano todo.

35ª Expoflora
Localização: Holambra/ SP
Data: 26 de agosto a 25 de setembro, de sexta a domingo, e também no feriado dias 7 e 8 de setembro
Horário: das 9 às 19 horas
Ingressos: R$ 42,00 na bilheteria. Também por meio de nossos representantes, veja Aqui a lista e pelo site www.ingressorapido.com.br
Informações para o público: (19) 3802-1421 e expoflora@expoflora.com.br

Ateliê da Notícia
Jornalista responsável: Vera Longuini
Cel: (19) 9 9771-6735 – (19) 9 8100-9688
Atendimento: Caroline Magalhães ou Carla Guimarães Abreu
Redação: (19) 3252-9385
expoflora@ateliedanoticia.com.br
www.ateliedanoticia.com.br